GESTÃO DE ENERGIA

ISO 50001 - passo-a-passo para a normalização

Prepare em 4 etapas o básico para uma gestão de energia bem sucedida na sua empresa. Com base no PDCA (Plan, Do, Check, Act) - Ciclo de sistemas de gestão bem conhecidos como as ISO 16001 e ISO 9001, a CS Instruments GmbH apresenta exs., concretos para o setor do ar comprimido. Saiba mais sobre como iniciar este processo. Mais tarde, pode facilmente transportar estes passos para outros sectores na sua empresa e otimizar a sua empresa no sector da energia e aumentar a eficiência, a fim de economizar dinheiro.

Passo 1 para análise de ar comprimido: Custos da monitorização do ar comprimido e energia

O primeiro passo é a instalação de medidores de caudal para ar comprimido em todos os locais essenciais a fim de obter dados de medição fiáveis. Os instrumentos são montados diretamente nas principais tubagens da instalação de ar comprimido, (na sala de compressor). Num primeiro passo, o consumo de ar comprimido na conduta de alimentação principal é registado idealmente através de um registador gráfico inteligente. As linhas de ar comprimido que desviam para os consumidores finais individuais de ar comprimido, apenas são consideradas na segunda etapa. Tal como indicado no ex., o registador gráfico inteligente DS 500 determina e regista diretamente, na produção de ar comprimido na sala de compressores, o consumo de ar comprimido com o sensor de caudal VA 400. Com o sensor de ponto de orvalho FA 410, regista o ponto de orvalho ou a pressão de ponto de orvalho atual, com o amperímetro de pinças CS regista o consumo energético e adicionalmente regista a pressão com o sensor de pressão CS. Na prática, uma tal medição de ar comprimido deve ser efetuada, pelo menos, durante uma semana completa. Idealmente de sexta-feira a sexta-feira, a fim de obter os dados de consumo da instalação de ar comprimido durante um período de produção completa. Fugas de ar comprimido tornam-se evidentes muito rapidamente, especialmente nos fins-de-semana. No tempo livre de produção o consumo de ar comprimido deve ser de quase "Zero m³/h", o que não é realista na prática. Comportamentos de carga dos compressores no fim-de-semana, quando os compressores funcionam apenas para gerar a pressão das fugas, e picos de consumos de ar comprimido no início da semana tornam-se visíveis. Com o registador gráfico inteligente DS 500 a CS Instruments GmbH oferece soluções personalizadas.

Custos da monitorização do ar comprimido e energia

 

 

Passo 2 para análise de ar comprimido: Localização de fugas de ar comprimido ou perdas de ar comprimido

Agora, já no segundo passo, as fugas de ar comprimido ou as perdas de ar comprimido são localizadas. Para este efeito, as linhas de ar comprimido dos consumidores mais importantes, são incluídas na análise. No início, os maiores consumidores de ar comprimido devem ser determinados e posteriormente discriminados em consumidores individuais, como por ex., salas, pisos, linhas de produção ou até mesmo máquinas individuais. Assim que o consumo de ar comprimido é determinado para cada consumidor, torna-se muito rapidamente evidente, onde é que os custos de ar comprimido são gerados. Até mesmo pequenas fugas ou perdas de ar comprimido, também em caso de produção contínua, podem ser encontradas de forma rápida e fácil através de detetores de fugas modernos, com recurso a ultrassons, como por ex., o nosso detetor de fugas LD 400. Utilize esta hipótese e reduza as fugas e o consumo de ar comprimido e os seus custos atuais através de uma análise sistemática de ar comprimido. Através da instalação de registadores gráficos inteligentes, como por ex., o DS 500 para as linhas de ar comprimido mais importantes, ajuda a tornar o consumo de ar comprimido, os seus custos e as fugas, visíveis. Além disso, os dados medidos podem ser armazenados de forma segura no servidor da empresa durante muitos anos. Os limiares de alarme estabelecidos e os ultrapassados são supervisionados online, de forma a que, quando ocorrem picos de ar comprimido inesperados, causados por linhas defeituosas ou mangueiras de ar comprimido danificadas, possam ser reconhecidos imediatamente. O funcionário responsável recebe diretamente um alerta via SMS ou E-Mail. As válvulas de ar comprimido podem ser fechadas através de relés de alarme. As fugas de ar comprimido, em parte, podem ser eliminadas com bastante facilidade trocando as juntas de ar comprimido não estanques ou os conectores de ligação ou apertando parafusos, como por ex., flanges de ar comprimido. Isso é muito mais problemático no caso de sistemas de ar comprimido com longas linhas que cresceram ao longo do tempo, diâmetros internos muito pequenos das condutas de ar comprimido, curvas e novas junções no sistema, perdas de pressão em filtros e secadores. Diâmetros internos nos tubos de ar comprimido demasiadamente pequenos conduzem a uma taxa de caudal elevada e nada económica e, como tal, a perdas de pressão. O caudal de ar comprimido não deve ser superior a 6 m/s (em funcionamento). No caso de taxas de caudal mais elevadas, haverá uma perda de pressão demasiado elevada e, por conseguinte, haverá energia desperdiçada. Por outro lado, uma redução da pressão de linha de 1 bar pode economizar aproximadamente 8% da energia. Filtros sujos levam a uma pressão diferencial desnecessária e a uma queda de pressão na tubagem. A fim de reduzir esses fatores de desperdício de energia e para tê-los sob controlo a longo prazo, não basta usar os medidores de ar comprimido recomendados mas também devem ser monitorizadas as pressões diferenciais nos filtros mais importantes através de um registador gráfico inteligente. Com o uso de registadores gráficos também podemos determinar os intervalos de serviço para a troca do filtro de forma otimizada. Para uma produção livre de falhas é necessário ar comprimido seco.

Localização de fugas de ar comprimido ou perdas de ar comprimido

Passo 3 para análise de ar comprimido: Soluções de transferência

Quando tiver identificado e analisado o potencial de poupança de energia da linha principal da instalação de ar comprimido por meio de registadores gráficos, pode transferir os resultados da análise de ar comprimido para todo o sistema de tubagem. Esta experiência vai ajudar a economizar energia quando planear e expandir o sistema de ar comprimido. Por isso, deve ser cuidadosamente analisado, se será economicamente vantajoso substituir linhas de ar comprimido demasiado pequenas, dimensionadas por um novo sistema de tubagem com diâmetros internos maiores. A tecnologia de medição antiquada (por ex., medição de orifícios com pressão diferencial, Vortex etc.,) que causa uma restrição do diâmetro interno da tubagem de ar comprimido deve ser substituída por medidores de caudal modernos sem qualquer redução de diâmetro do tubo. As válvulas de esfera, que não fecham corretamente devem ser trocadas. As ligações que já não vedam também devem ser substituídas por novas, estes são apenas alguns exs.,. Faça uso do conhecimento adquirido nas etapas 1 a 3 e trabalhe de forma contínua e cuidadosa para encontrar outra solução para todo o seu sistema de ar comprimido. Um sistema de ar comprimido otimizado poupa dinheiro - um ponto muito importante quando falamos de um aumento dos custos de energia. O uso de registadores gráficos inteligentes como por ex., o DS 500 irá ajudá-lo no que diz respeito a esta tarefa.

Soluções de transferência

Passo 4 para análise de ar comprimido: Monitorização das evoluções

Fique atento ao seu sistema de ar comprimido. Depois de realizados os passos 1 a 3, a análise de ar comprimido, o registo do consumo de ar comprimido e custos energéticos, a identificação de fugas e perdas de ar comprimido, a transferência das soluções para todo o parque ar comprimido, vem o passo mais importante, o passo 4, que reforça a importância da análise contínua das instalações de ar comprimido. Para este efeito, deve designar-se a pessoa responsável em cada departamento que cuida do tema da poupança de energia em linhas de ar comprimido. Uma única análise de ar comprimido não será suficiente para economizar energia. Através de registadores gráficos inteligentes as alterações dos caudais, as fugas e as perdas de ar comprimido podem ser identificadas de forma fiável. A CS Instruments GmbH irá ajudá-lo neste tipo de situações com soluções personalizadas.

Monitorização das evoluções

Request

Questionário

Oficina de ventas
Avd. Villa de vallecas, n° 15 A
28031 Madrid
Teléfono: +34 (0) 91 331 57 58
Fax: +34 (0) 91 331 62 30
E: info@cs-instruments-spain.es